ABC do meu bebê

Depois que somos mamães o que mais queremos além de ver nosso filho saudável e feliz é ter uma boa noite de sono, pelo menos prá mim era o que eu mais queria, ou ainda quero! . Compartilho com vocês algumas dicas que me ajudaram muito a ter noites mais tranquilas e ainda que não consiga que meu baby durma a noite toda, tenho pelo menos que acordar apenas uma vez, o que já é um grande avanço, para quem tem bebês como o meu, que adoram ficar acordados durante o dia e acordar várias vezes à noite!!rs…

Vamos as dicas:

Estabeleça horários para o sono diurno e para o sono à noite — e fique firme!

Comece a criar uma rotina da hora de dormir

Se você ainda não tem uma rotina, é uma boa hora para começar. Seu ritual pode incluir: um banho, uma brincadeira mais tranquila, trocar de roupa, cantar ou tocar canções de ninar e um beijo de boa-noite.

Acorde o bebê de manhã para zerar o relógio biológico dele

Caso seu filho costume dormir mais que 10 horas por noite, não há problema em acordá-lo de manhã.

Observ ação:  Às vezes uma viagem, uma doença ou uma alteração de rotina podem atrapalhar o ritmo do sono do seu bebê, e aí você terá de adotar algum tipo de treinamento para que ele volte a dormir bem.
Aqui em casa a rotina acontece da seguinte forma, desde quando ele tinha 03 meses…
18h – Tomar banho
19h- Eu janto com o maridão e ele por perto na cadeirinha.
20h- Hora de começar a dormir, luz apagada, tv baixinha quase muda e peitinho!!rs.
20:30h- Baby dormindo
01h – Baby acorda, mama e volta a dormir.
06h- Baby acorda em definitivo, troco a fralda e mama
09h- Mama (Atulamente, toma suquinho)
12h- Mama (Atulamente, papinha salgada)
16h- Mama
18h- Começa tudo novamente.
E você? Também tem problemas com seu filhote para dormir? Vamos trocar ideias e aprender juntas? Deixe seu comentário!

Hoje vou apresentar para vocês uma tabela que vem me ajuadando a regular o sono do meu baby e que acredito, poderá ajudar vocês. Ela indica de forma clara, quantas horas e períodos o bebê deve dormir de acordo com a sua faixa etária.

 

Tenho visto em muitas matérias e em conversas com outras mamães que uma das grandes dúvidas se refere ao sono dos bebês. Isso não acontece só com as de primeira viagem, mamães em sua segunda ou terceira jornada também tem dúvidas, pois cada bebê tem uma personalidade diferente, bem como os sonos.

Antônio quando nasceu era como a maioria dos bebês recém nascidos, dormia a maior parte do tempo e na madrugada acordava de 03 em 03 horas para mamar. Mas logo no segundo mês já mostrou que não era muito de dormir e enquanto eu via os filhotes das amigas no maior cochilo, meu baby passava a maior parte do tempo acordado, inclusive à noite.

Conversando com outras mamães sempre ouvia a mesma história, depois de 03 ou 4 meses melhora… Mas não melhorou… Ouvi as dicas mais cabeludas possíveis, do tipo: “Faz um mingau”‘, ” Engrossa o leite com maizena e dá à noite”‘. E outras: “Dá chá de camomila, erva-doce…”Aff!

Como no início sofri muito com os gases do meu filhote, devido ao L.A. tentei os chás, mas ele punha tudo para fora. Tentei então seguir as dicas da Encantadora de bebês, já que tinha devorado seu livro durante a gravidez. A rotina é basicamente a seguinte:

 

  • E Eat(comer), mamar, assim que acordar. É o melhor momento para ser alimentado uma vez que está descansado e terá menos chance de adormecer enquanto mama.
  • A Activity(atividade), deve fazer alguma atividade como troca de fraldas, brincadeira ou banho dependendo do horário e da idade do bebê. Se for recém nascido a atividade é basicamente trocar a fralda e talvez trocar de roupa pois logo já estará pronto para dormir de novo.
  • S Sleep(sono), assim que o bebê apresentar sinais de cansaço deve-se começar o processo para colocá-lo para dormir
  • Y You(você) finalmente enquanto o bebê dorme temos algum tempo para nós. Será??

Comecei a colocá-lo em prática, mas percebia que algo não estava certo, pois o tempo para mim, dificilmente chegava…rs.  Isso acontecia devido a improtância de ensinar o bebê  dormir sozinho, o que eu nunca fiz com ele. Desse modo toda vez que se mexia, acordava, e acordando não voltava a dormir.

No próximo post, mais dicas sobre o sono dos bebês. Até lá!

Navegando pela net, encontrei essa tabela que orienta bem quanto a rotina alimentar dos bebês a partir do 6º mês. Achei super interessante pois dá uma visão mais clara de como estabelecer esse espaço.

Tenho me guiado por essa tabela com o Antônio e tem dado super certo. A única coisa que eu acho estranho é que sempre depois que ele toma os suquinhos ou  a papinha quer mamar. Não sei se estou dando pouco suco ou se ele é que é guloso mesmo. Será uma perguntinha para a pediatra na próxima consulta.

Bjão

Quando nossos bebês começam a experimentar novos alimentos, logo ouvimos de nossos amigos e familiares (principalmente os mais antigos), que é hora de parar de amamentar e inserir o leite de vaca, devido a praticidade e também por acharem que o leite materno acaba sendo pouco para o bebê.

Como mamãe de primeira viagem não saio por aí fazendo tudo o que me falam, do contrário teria inserido mingaus e similares já no segundo mês de vida do meu filhote. Gosto sempre de pesquisar um pouco e ouvir outras mamães, já que algumas coisas evoluíram bastante com o tempo, especialmente as pesquisas voltadas para a alimentação infantil.

Bom, segundo a Academia Americana de Pediatria (APA), não se deve inserir leite de caixinha, saquinho ou em pó (leia-se inclusive ninho) antes de 01 ano de idade. Os motivos são os seguintes:

  1. O bebê não possui capacidade gástrica para digerir a proteína do leite integral.
  2. A quantidade de proteína no leite de vaca pode prejudicar o funcionamento dos rins.
  3. Crianças alimentadas com leite de vaca integral apresentam baixa ingestão de nutrientes como   ácido linoléico,  zinco, ferro e vitaminas C e E.
  4. O Leite de vaca possui fatores imunológicos que não servem para os bebês humanos, funcionam apenas com os da mesma espécie.
  5. A fervura do leite integral destrói o ácido fólico presente no alimento

Não há problema, no entanto, mais próximo do final do primeiro ano, em usar leite de vaca como ingrediente de outros alimentos, como bolos, sopas ou pudins, desde que em pequena quantidade.

E você? Já deu leite de vaca para seu bebê? O que achou? Compartilhe sua experiência!

Depois dos suquinhos e das papinhas doces é hora de inserir as papas salgadas. Sempre na hora do almoço. Olha que legal, seu bebê além do leite materno, já toma sucos pela manhã, come papinha salgada no almoço e papinha doce no lanche! Quanto avanço!!

Para começar use apenas um legume por vez, para que seu bebê acostume e reconheça o sabor individual. Quando a aceitação estiver boa (e as vezes demora umas duas semanas), você já pode inserir  frango, carme, fígado e gema de ovo. Um de cada vez. Já na 4ªsemana pode inserir a papa salgada também no jantar.

A papa salgada deve ter pelo menos um alimento de cada grupo: carboidrato (arroz, macarrão, batata, mandioca, batata-salsa, cará, batata-doce), proteína (carne, fígado, frango, gema de ovo), legume e verdura.
Evite bater no liquidificador, para estimular a mastigação e não passe na peneira, para acostumá-lo  com as diferentes texturas.

ATENÇÃO: Até  um ano de vida, deve-se evitar oferecer ao bebê alimentos com grande potencial de causar alergia como peixes,frutos do mar, carne de porco, clara de ovo, kiwi, mel e laticínios.

Hoje vou compartilhar com vocês algumas receitinhas de papinhas doces, para variar o cardápio dos nossos pimpolhos, pois sei o quanto é difícil na correria pensar o que vai fazer para eles, além das atividades diárias como mãe, esposa, dona de casa etc, etc, etc…

1) Papinha de laranja com mamão

Ingredientes:
::  1 mamão tipo papaia
:: 1 (xícara de chá) de suco de laranja


Modo de Preparo:
Corte os mamões ao meio e retire as cascas e as sementes. Amasse os mamões com um garfo, até obter um purê. Misture o suco de laranja.

2) Papinha de Frutas

Ingredientes:

.¼ xícara (chá) de mamão-papaia picado

• ½ banana-nanica cortada em rodelas

• 1 pêra pequena sem casca cortada em cubos

• 1 maçã pequena sem casca cortada em cubos

• suco de 1/2 laranja

• 100 ml de água mineral

Modo de Preparo:

Coloque a água em uma panela  e deixe ferver. Acrescente os demais ingredientes  cozinhe em fogo baixo até que as frutas fiquem bem macias. Passe pela peneira e sirva morninha.

3)Papinha de Salada de Frutas

Ingredientes:

.9 colheres (sopa) rasa (50 g) de mucilon

• 1 fatia de mamão sem casca

• 1 fatia de maçã descascada

• 1 fatia de pêra descascada

• 100 ml de suco de laranja (cerca de 3 laranjas)

Modo de Preparo:

Esprema as laranjas  e coloque o suco no liquidificador. Junte a pêra, a maçã e bata até obter um suco homogêneo. Reserve. Em um prato fundo, amasse o mamão com um garfo, junte o suco de frutas e o Cereal. Mexa até ficar consistente. Sirva a seguir.

4) Compota de Frutas

Ingredientes:

125 ml de água

• 1 colher (chá) de açúcar (opcional!!)

• suco de 1 limão

• 1 colher (sopa) de uva passa

• 1 carambola fatiada

• 6 uvas cortadas ao meio e sem sementes

• ½ maçã

Modo de Preparo:

Lave, descasque e corte as frutas em pedacinhos. Misture o suco de limão para não oxidá-las. Em uma panela, coloque a água, o açúcar  e as frutas. Cozinhe  por cerca de 10 minutos ou até ficarem macias. Deixe esfriar e leve à geladeira.

Outras combinações que dão certo…

Abacate com banana nanica madura

Mamão com banana nanica madura

Maçã com banana

Maçã com manga

Kiwi com melão

Manga com laranja lima

Manga com banana

Passe na peneira ou amasse, peneire e misture.

Até!!